INÍCIO     NOTÍCIAS     VÍDEOS    CINEMA    EVENTOS    FEMININO    GALERIA DE FOTOS    CONTATO
Economia
Bradesco é o pior banco do país na opinião de clientes
10/11/2017 às 10:02:37

Os clientes do Bradesco não estão satisfeitos com os serviços oferecidos pelo banco. É o que mostram as reclamações feitas em diversos órgãos. Em número absolutos, é o banco com maior número de reclamações no Banco Central. Nos Procons mineiros, no primeiro semestre deste ano, também o Bradesco/HSBC foi o banco comercial mais reclamado no segmento de serviços financeiros, conforme os registros feitos no Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec).

Só do Bradesco, foram 827 queixas feitas nos Procons no Estado, num total de 19,2% das reclamações contra o setor. O segundo colocado aparece com 16% das ações. A principal reclamação contra o banco são as cobranças indevidas, com 27% do total. Em seguida, vem desrespeito ao contrato. Também aparecem mau atendimento, filas das agências, tarifas caras e falta de segurança.

No site Reclame Aqui, a instituição financeira também ocupa a primeira posição em queixas por cobrança indevida de tarifas.

Nas ruas, o atendimento ruim foi destacado pelos clientes. O maître José Cordeiro da Silva conta que é cliente do Bradesco e que os serviços oferecidos pelo banco deixam a desejar. “Eu só tenho conta para poder receber”, diz Silva, que reclama das longas filas nas agências e do péssimo atendimento. O motorista Marcelo Corrêa tem conta em dois bancos: Caixa e Bradesco. Ele considera o último pior, e o motivo é o atendimento. “Os caixas eletrônicos vivem estragados”, critica.

O almoxarife Moisés Rodrigues Barbosa critica o atendimento do banco e reclama da taxa de manutenção da conta no Bradesco. “Eu acho caro, são R$ 23. E isso pesa para quem ganha pouco. É um dinheiro que poderia ser gasto com outra coisa”, frisa.

Outra reclamação comum feita pelos clientes foi a aplicação do dinheiro nos produtos Invest Fácil e Invest Plus, sem autorização, deixando as contas-correntes sem dinheiro ou com valores muito baixos.

Procurado pela reportagem, o Bradesco se manifestou por meio de nota. O banco “esclarece que suas agências são orientadas permanentemente a pegar autorização dos clientes antes de realizar qualquer tipo de operação. Caso o fato mencionado tenha realmente ocorrido, foi de forma pontual”.

Juliana Gontijo / O Tempo







E-mail: contato@itabiranet.com

(31) 8891-0512

NOTÍCIAS EM ÚLTIMO MINUTO!

© ItabiraNet 2017. Todos os direitos reservados. Webmail