INÍCIO     NOTÍCIAS     VÍDEOS    CINEMA    EVENTOS    FEMININO    GALERIA DE FOTOS    CONTATO

URGENTE - Acidente com vítima fatal deixa o trânsito lento na BR-381 próximo a ponte do Rio das Velhas

Notícia urgente
Justiça revoga prisão de vereador e ex diretor da Câmara de Itabira
07/11/2019 às 14:16:57

 

Na tarde desta quinta-feira 7 de novembro de 2019, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), ainda em 1° instância, na cidade de Itabira, revogou a prisão do vereador Weverton Júlio Limões, “Nenzinho” e do ex diretor da Câmara Municipal de Itabira o Pastor Ailton Francisco de Morais, eles poderão ser liberados a qualquer momento da unidade prisional, na localidade de Rio de Peixe, na cidade de Itabira.

"O processo corre em segredo de justiça, teve alguns embaraços e a decisão foi tomada devido já  ter quatro meses em que eles estão presos e não há possibilidades de proferir a sentença por falta de provas. Então, a prisão foi revogada para ter mais tempo de análise do processo para que a juíza possa dar uma sentença. Foram vários pedidos de habeas corpus, de liberdade e revogação da prisão que foram negados, mas desta vez, graças a Deus, a gente viu que o trabalho foi conduzido da melhor maneira para que de forma justa chegasse na revogação da prisão’’ disse a advogada Juliana Drumond que defende o vereador.

A juíza revogou a prisão dos dois e impôs algumas medidas cautelares, o vereador Weverton "Nenzinho" e o ex-diretor da Câmara Municipal de Itabira, Pastor Ailton Moraes, terão que comunicar a justiça qualquer mudança de residência, estão proibidos de ausentar-se da cidade por mais de sete dias sem a prévia autorização judicial, de se aproximar dos corréus e das testemunhas, devendo manter uma distância de trezentos metros; não podem manter contato com os corréus e testemunhas, por qualquer meio de comunicação (internet, telefone, carta, etc); bem como estão proibidos de acessar os prédios públicos da Câmara e da Prefeitura de Itabira. O vereador "Nenzinho" continua afastado da função pública de vereador. Em caso de descumprimento das medidas cautelares, os dois estão sob pena de ter a prisão preventiva decretada novamente.

Itabiranet.com / Aguarde mais informações.







E-mail: contato@itabiranet.com

(31) 8891-0512

NOTÍCIAS EM ÚLTIMO MINUTO!

© ItabiraNet 2019. Todos os direitos reservados. Webmail