INÍCIO     NOTÍCIAS     VÍDEOS    CINEMA    EVENTOS    FEMININO    GALERIA DE FOTOS    CONTATO
Cravo na pele
O que eles são, como surgem e formas de evitar
12/08/2019 às 11:42:22

Seja qual for a sua idade, é comum que você tenha flagrado alguns pontinhos pretos na sua pele, principalmente no rosto. Eles são os cravos, um dos sintomas da acne, que são mais comuns em peles oleosas, mas que podem aparecer para quase todo mundo. Também conhecido por comedão, o cravo na pele é mais frequente em pessoas que estão na puberdade, na adolescência ou na fase adulta — especialmente em gestantes.

verona studio/Shutterstock

Afinal, o que são os cravos? Um dos problemas dermatológicos mais comuns que existem, os cravos são acúmulos de sebo em poros. Ou seja, são uma prova aparente do entupimento dos poros, principalmente do nosso rosto, devido à produção de óleo da pele e células mortas. E por que eles são pretinhos? Porque o que vemos é o sebo oxidado.

Atenção: um cravo pode não incomodar e desaparecer naturalmente. Mas um cravo infeccionado se torna uma espinha, o que sabemos que é bem mais desagradável. O que acontece é que bactérias se alimentam do sebo no poro entupido, se reproduzem e causam uma inflamação.

Como o cravo se forma?

O nosso rosto é formado por uma série de poros, podendo ter até 300 mil deles. Dentro de cada um, existem os folículos capilares, onde ficam as raízes dos nossos pelos e as glândulas sebáceas — responsáveis pela produção de sebo, um tipo de gordura que evita que a pele fique ressecada.

Imagine agora que essas glândulas, por algum motivo, passaram a produzir sebo em excesso. Quando isso acontece, o sebo preenche o folículo que pode ficar entupido. Tal entupimento também pode ocorrer por fatores externos que estiverem bloqueando a saída do sebo. Seja qual for a circunstância, a produção da glândula não para, o sebo se acumula e o cravo está criado.

Quais as causas de um cravo?

Como foi dito aqui, a formação de cravos pode ter relação com um bloqueio natural dos poros ou com fatores externos. São vários os motivos que causam o excesso de produção de sebo por meio das glândulas sebáceas, mas os mais comuns são as oscilações hormonais, os poros dilatados, o ressecamento da pele e, é claro, fatores genéticos.

Durante a puberdade, a adolescência, e em uma gravidez, nós somos submetidos a mudanças hormonais constantes. Esses hormônios aumentam a produção de oleosidade da pele, e com isso, promovem o surgimento de cravos e espinhas. Vale lembrar que, de acordo com a sua genética, seu corpo vai produzir, naturalmente, mais ou menos sebo, inclusive nessas fases.

Além disso, quando estamos com a pele ressecada, o nosso organismo também tende a produzir mais sebo, para compensar essa falta de proteção. Daí, durante os cuidados com a pele, tirar a sua oleosidade pode causar um efeito rebote: o organismo corre para compensar a produção de sebo, tanto que bloqueia os poros.

Por fim, fatores externos, como o uso inadequado de maquiagens e cosméticos, também podem estimular o surgimento de cravos. Uma maquiagem oleosa pode ajudar a entupir os poros — por vezes combinada com a oleosidade natural da pele. Não tirar a make antes de dormir é um erro que pode provocar poros fechados e entupidos, por exemplo.

Onde os cravos costumam aparecer?

É mais comum que os cravos e as espinhas apareçam na chamada zona “T” do nosso rosto — testa, nariz e queixo. Isso porque, nessa região do corpo, há uma maior quantidade de glândulas sebáceas, logo, maior produção de sebo. No entanto, também é possível que os cravos apareçam em regiões fora da zona “T” e até fora do rosto, como na orelha, nas costas e nos ombros.

Encontrei um cravo. E agora?

Apesar de comum, o cravo pode ser bem desconfortável. Se você encontrar um desses pontinhos pretos no seu nariz, por exemplo, evite espremê-lo. Isso porque, quando se aperta um cravo, é possível que, ao invés de desentupir os poros, o sebo escorregue para dentro, o que pode causar uma inflamação.

O mais recomendado, em qualquer circunstância, é o auxílio médico especializado. Procure um dermatologista que ele vai saber como resolver esse problema de pele

Como prevenir os cravos?

A melhor maneira de prevenir o aparecimento de novos cravos é mantendo a pele sempre muito higienizada e com a oleosidade regulada. Para isso, escolha produtos que não provocam a obstrução dos poros, não aumentam a oleosidade da pele e também não a ressecam.

Lembre-se de lavar o rosto com água, usando sabonete antibacteriano ou com ácido salicílico uma vez pela manhã e uma à noite. Não mais que semanalmente, use uma loção de limpeza profunda. Além disso, escolha produtos oil free e com textura mais leve, que evitam a formação de cravos. Por fim, nunca durma com maquiagem!

Reprodução Mulher - VIX







E-mail: contato@itabiranet.com

(31) 8891-0512

NOTÍCIAS EM ÚLTIMO MINUTO!

© ItabiraNet 2019. Todos os direitos reservados. Webmail